Construção da Arquitetura de Processos de Negócio

Consiste no mapeamento dos processos de negócio corporativos e o entendimento de como contribuem para sua estratégia e quem são os seus responsáveis, além da definição de critérios de seleção e priorização das iniciativas de melhoria de processos de negócio.

Objetivos

Levantar informações e conhecimentos que servirão como base para construção da Arquitetura de Processos de Negócio Corporativos, incluindo:
  • Revelar e comunicar a intenção estratégica da organização para o período.
  • Identificar e qualificar os grupos de interessados, compreendendo o que lhes é importante, colhendo suas expectativas e estabelecendo suas respectivas metas e indicadores de relacionamento.
  • Compreender a saúde do relacionamento da organização com seus grupos de interessados.

Benefícios

Fornecer subsídios para selecionar, priorizar e controlar o desempenho das iniciativas de melhoria de processos de negócio a partir da visão de seus respectivos grupos de interessados.
  • Priorizar iniciativas BPM que tragam melhores resultados para o negócio (onde investir).
  • Compreender que processos trazem valor e como contribuem para a estratégia da organização.
  • Definir a Governança de Processos, incluindo papéis e responsabilidades dos donos (responsáveis) pelos processos de negócio e as demais entidades envolvidas.

Métodos e entregas

Todas as entregas deste serviços são desenvolvidas pela equipe na solução de gerenciamento de conteúdo (App) PROJELER EPM e posteriormente mantidas pela própria equipe interna de governança de processos da organização.
  • Criação das Cadeias de Valor e a Arquitetura de Processo da organização feita a partir do alinhamento das metas e objetivos estratégicos às metas e objetivos estratégicos dos processos.
  • Modelos de estruturas de trabalho (process frameworks) serão utilizados como referência com o objetivo de acelerar seu processo de construção.

Base para a inovação e direcionamento de novas tecnologias

Em um mercado competitivo, cada vez mais complexo e dinâmico, o uso efetivo de modernas tecnologias torna-se fundamental.
A partir da Arquitetura de Processos é possível priorizar iniciativas de AS-IS, análise e TO-BE, identificar a aderência e desenvolver o documento RFP (Request for Proposal) para ser utilizado na seleção de uma nova plataforma de tecnológica (ERP, CRM, SCM, BPMS, BRMS), tendo como principais premissas:
  • Definir requisitos essenciais claros
  • Reduzir risco e custos de contratação de sistemas
  • Identificar soluções mais aderentes ao negócio e com menor número de customizações
  • Selecionar módulos e versão específica da plataforma de software para atender as exigências de inovação dos processos redesenhados (TO-BE)
  • Capacidade de incorporação de melhores práticas do segmento no redesenho dos processos com correspondente aderência na solução
  • Identificar capacidades de integração com legado e necessidades de automação de processos específicos
  • Quantificar a aquisição de licenças de uso de produtos de software
  • Selecionar fornecedores com bons serviços de consultoria de implantação
  • Identificar necessidade de treinamento e implementação de novas ferramentas de gestão